11 de fev de 2012

Resident Evil 6: Trailer, Especulações…

| |

Atenção: Quem se assustou com os filmes, não assista o trailer.

Quem nunca ouciu falar de Resident Evil? Tanto no mundo dos jogos, quanto do cinema, Resident Evil é um dos melhores. Um dos personagens mais queridos que temos, é Leon S. Kennedy, que é uns dos personagens principais. Devo admiti: EU amo ele, desde que vi Resident Evil: Degeneração. Quem assistiu o trailer acima, quer saber mais detalhes… Que vai obter agora.

barra_de_spoiler

- De acordo com a sinopse oficial, o jogo se passa em 2008 (“10 anos após Raccoon City”). Cronologicamente, RE6 viria antes de RE5, que se passa em março de 2009.

- Leon está de volta e continua no cargo de agente do governo, atuando próximo ao presidente. A aparência do personagem mudou. Ele parece estar bem mais velho e maduro do que vimos em Degeneração. Muitos fãs comentaram que ele lembra Johann Urb, que interpreta o personagem em “RE5: Retribuição” e com Josh Holloway, mais conhecido por interpretar Sawyer em Lost.

- Ele trabalha ao lado de Helena Harper, sua parceira no game. Ela está presente durante o momento em que Adam (o presidente) se transforma em zumbi e precisa ser executado. De acordo com informações veiculadas durante a conferência especial de 15 anos da série, ela é uma agente de segurança do presidente. Destaque para a fala da personagem aos 50 segundos “é tudo minha culpa”. Será que algo feito por Helena pode ter sido a causa direta do ataque ao presidente? Ela pode tê-lo convencido a falar sobre o que sabia sobre o incidente em Raccoon City?

- Especula-se se o presidente é “Adam Graham”, o pai de Ashley, salva por Leon em Resident Evil 4. É provável, haja visto que Adam menciona que Leon havia se tornado um amigo durante o trailer. O Presidente Adam sofre um atentado bioterrorista ao anunciar informações sobre o incidente em Raccoon City. Considere os fatos: 1) Umbrella está falida e condenada como responsável pelo incidente em Raccoon City; 2) O governo esteve envolvido nas atividades da Umbrella e foi o responsável pelo ataque nuclear a cidade. Se não há mais Umbrella, quem pode ser prejudicado caso toda a verdade sobre o incidente venha à tona, é o próprio governo norte americano. Seria o ataque o resultado de conspirações contra o presidente dos EUA?

* 00:17: O presidente parece estar atacando alguém.
* 00:32: O Presidente parte para atacar Helena e ela é salva por Leon, que atira contra ele.

- Ingrid Hunnigan também está de volta, como o contato de Leon.

- Os Zumbis estão presentes, pelo menos na aventura de Leon. Isso pode indicar que o T-vírus está de volta. Algumas criaturas inéditas também podem ser vistas no cenário de Leon, como um monstro que lembra o Boomer de Left 4 Dead.

- Leon atua na cidade de Tall Oaks. De acordo com as informações de Ingrid Hunnigan, 70 mil pessoas estão infectadas, cerca de 90% da população: isso significa que a cidade é menor que Raccoon City, que possuía 100 mil habitantes. Os flashes apresentados no trailer são todos bastante escuros, exceto nos cenários em que o personagem misterioso é apresentado. Isso contrasta bastante com a maioria dos cenários iluminados e ensolarados de RE5. Apesar da promessa de ação, este game pode vir com muitos aspectos de terror.

- Chris também retorna em uma aventura na China. A reunião dos dois personagens é algo de bastante impacto para os fãs. Ambos são personagens com grande apelo e grandes participações na série. Leon ficou marcado por ser o protagonista de Resident Evil 4, e Chris foi o personagem principal do último título numerado da série.
[ATUALIZAÇÃO 22/01]: Em RE6, Chris é chamado de capitão por seu parceiro. No mangá Biohazard: Marhawa Desire, Chris é capitão da equipe Alpha da divisão SOU (Special Operations Unity) da BSAA. Em RE5, Chris atua como membro da SOA (Special Operations Agent).

- Chris solta uma fala interessante: “não posso continuar fugindo, preciso enfrentar a verdade e aceitar a responsabilidade”. Se o jogo se passa em 2008, como a sinopse indica, Chris ainda não saberia que Jill está viva. Essa fala pode se relacionar à perda da parceira. No entanto, os files de RE5 dizem que durante o período em que Chris pensava que Jill estava morta, a eficiência dele como agente da BSAA era exemplar.

- O cenário de Chris parece ser mais voltado para a ação do que o de Leon. Talvez tenha uma abordagem semelhante ao que tivemos em Resident Evil 5. Ele parece estar em um local em que um incidente acaba de ocorrer: pessoas correm, parecendo não saber o que acontece e a imprensa local está presente. Alguns fãs especulam que a cidade mostrada seja Hong Kong. Durante a batalha, a situação parece ser pior do que a equipe da BSAA esperava, e Chris clama por apoio. É um retrato parecido com o que acontece em RE5, quando a equipe alpha da BSAA acaba sendo dizimada por Uroboros e Chris e Sheva se veem sozinhos na missão.

- O monstro Javo é exibido rapidamente. Ele tem a capacidade de se regenerar e Chris e sua equipe parecem assistir à transformação. Não se sabe o agente causador da mutação no indivíduo. Não parece haver zumbis no cenário de Chris, então o T-vírus talvez não seja uma boa alternativa. Podemos apostar em Las Plagas? A posição do monstro ao se transformar lembra Jack Krauser, ao exibir o braço transformado em RE4.

- O conflito que Chris enfrenta parece ser um pouco mais complexo que o de Leon. Alguns trechos do trailer mostram um tiroteio desenfreado contra outros humanos. Durante RE5 havia momentos desse tipo, mas eram indivíduos infectados e controlados por Las Plagas. Esse aspecto lembra muito o conceito de REORC, “o conflito de três partes”: armas biológicas, agentes e inimigos armados (mas infectados, no caso de RE6). Alguns dos inimigos armados de Chris usam máscaras.

* 02:33: Os inimigos de Chris parecem estar se infectando propositalmente com alguma coisa.
* 02:35: Personagem com bomba presa ao corpo ou combustão espontânea? Muito estranho. Um personagem aparece queimado em seguida (02:37).
* 02: 36: Uma espécie de bomba parece ser a causa, com várias agulhas parece atingir e infectar a equipe que atua ao lado de Chris.

- Assim como Leon, Chris parece estar acompanhado de um parceiro. Especula-se se ele é Beards Nevence, um personagem do Mangá de Resident Evil lançado recentemente no Japão.

- Outros trechos do trailer com falas importantes de Chris (entre 2:34 e 2:39) –“Quantos dos nossos homens estão mortos por causa daquela vadia?” Não há como não lembrar da “bitch in the red dress”, Ada Wong. Atuando nas sombras e ligada à Terceira Organização, Ada pode estar envolvida no incidente bioterrorista de alguma forma. Antes da divulgação oficial de RE6, o IGN afirmou que Ada teria participação no título. No entanto, talvez tenhamos uma nova vilã nessa história. O parceiro de Chris ainda cita que “sua vingança pessoal não vai nos levar a lugar nenhum”. Vingança pessoal? Em 2008, Wesker ainda estaria vivo e ele é, definitivamente, a pessoa com mais problemas pessoais com Chris em toda a saga. Não se sabe também se os problemas pessoais de Chris estão relacionados à “vadia” citada por ele. Vale lembrar que Ada e Wesker já trabalharam juntos, até Ada enganá-lo ao final de RE4. Os dois poderiam ter reatado a parceria de alguma forma? Prendendo-me mais ao trailer, também arrisco dizer que Chris pode estar se referindo à parceira do personagem misterioso.

- O personagem misterioso é exibido como um ex-mercenário e parece estar negociando algo. Ainda não se sabe seu nome, mas ele parece ter um papel importante na história. De acordo com dados da conferência de 15 anos, ele “está destinado a salvar o mundo”. De acordo com a IGN, ele está fortemente relacionado a outro personagem da série. Especula-se que ele possa ser ninguém mais ninguém menos que Alex Wesker, uma Wesker Child remanescente, que trabalhou com Spencer na busca por um vírus de imortalidade (informações do cenário Lost in Nightmares, de RE5). É de se esperar que Alex tivesse habilidades acima de qualquer ser humano normal, assim como Albert. No entanto, o personagem misterioso parece bastante jovem se comparado ao vilão da série. Não se sabe, porém se todas as Wesker Children foram criadas na mesma faixa etária ou possuíam idades variadas. Outro ponto que aponta as apostas nessa direção é a cena em que o personagem aparece injetando algo em seu pescoço. Wesker precisava de um soro para manter seu equilíbrio com o vírus (o PG67AW). Porém, o personagem misterioso não apresenta uma das características mais marcantes de Albert, os olhos vermelhos. Ainda que não haja relação entre esse personagem e Alex Wesker, um fato bastante provável é que ele está infectado. Muitos fãs também acreditam que ele seja Hunk.
[ATUALIZAÇÃO 22/01]: O site Kotaku falou sobre o assunto e acredita que o personagem seja o agente Hunk. O site apresenta vários argumentos, dentre eles, o fato de Hunk ter trabalhado como uma espécie de mercenário para a Umbrella (ainda que nunca tenha sido chamado dessa forma). Eles também falam da possibilidade de Hunk ser imune aos vírus da Umbrella, e por isso sobrevive à todas as missões ileso.

- A parceira do personagem misterioso diz “não vou deixar que nada aconteça com você… o mundo precisa de você”. Ele responde “não de mim, do meu sangue”. Essa é mais uma indicação que o personagem está infectado e/ou possui anticorpos contra algum vírus usado em ataques bioterroristas. Se for uma variante do Progenitor, como nas Wesker Children, podemos extrapolar e pensar que os anticorpos dele podem combater vírus derivados do Progenitor, como o T-vírus.

- Os cenários do personagem misterioso parecem ser bastante guiados por ação, mas com poucos tiros disparados pelo personagem com e mais combate corpo-a-corpo (embora ele tenha uma arma no coldre). Personagens armados também estão presentes. Os ambientes são diurnos e um pouco rurais, simples – não parece se tratar de uma cidade urbana, como nos cenários de Leon e Chris. No entanto, Chris parece visitar um local rústico e frio em um flash do trailer.

- Uma criatura é mostrada no cenário do personagem misterioso. Mais uma vez, a Capcom aposta no modelo “Tyrant”: um braço forte, com grande poder de ataque. Diferente do Javo, que parece ser uma criatura mais grotesca, com muitos adereços metálicos e ganchos.

* 02:11: A criatura persegue o personagem misterioso e a menina loira. A sequência (até 02:14) lembra o começo da luta contra o Uroboros Aheri (Excella Gionne), com uma série de QTEs para desviar de um dos tentáculos do monstro.
* 02:23: A perseguição se estende bastante, e o monstro acaba capturando o personagem misterioso (este trecho pode ser apenas um golpe do monstro durante o gameplay).

- Após a grande polêmica de RE5, com a “mulher do tubo”, temos outra loira para atiçar a nossa curiosidade. Com a presença do presidente norte americano no jogo, nossos pensamentos podem se direcionar diretamente para Ashley Graham, de RE4 – inclusive, a voz da personagem é bastante semelhante no trailer. No entanto, a IGN afirma que fontes seguras revelaram que a garota é Sherry Birkin, a filha de Annette e William, de RE2. Por que ela estaria com o personagem misterioso, o acompanhando em uma aventura tão arriscada? Sherry ainda é preciosa como era dito na versão mais antiga do Wesker’s Report? Vale lembrar que ela tem anticorpos contra o G-vírus.

* 02:56: Vemos um casaco felpudo e uma mão masculina suja de sangue. É difícil afirmar com certeza, mas parece ser o casaco da suposta Sherry/Ashley. Será que a parceira do homem misterioso será gravemente ferida?

- Uma cena bastante rápida mostra Leon atirando um machado contra um zumbi. O diretor de RE6 trabalhou na mesma função em RE: Outbreak – talvez possamos apostar em armas “alternativas”, além das armas de fogo mais tradicionais.

- Um terceiro monstro é exibido, com um aspecto bastante impressionante e uma grande língua. Ele parece estar dentro de um prédio antigo, talvez uma igreja ou castelo (e pegou Leon!).

- Os cães estão de volta, semelhantes aos de RE5 (sem a cabeça aberta, no entanto).
[ATUALIZAÇÃO 22/01]: Alguns fãs estão apontando que a pessoa que aparece na imagem abaixo, no canto inferior esquerdo pode ser Ada Wong.

- Há um monstro BASTANTE grande, que parece ser enfrentado por Chris. Quando digo “bastante”, é “bastante: o dobro do El Gigante”.

- O gameplay parece semelhante ao de RE5, porém com algumas melhoras. Os personagens podem ser vistos andando e atirando (como em Revelations e Mercenaries 3D) e o cover system parece estar aprimorado. Andar e atirar é uma pedida antiga, e muitas das críticas de RE5 apontavam a falta desse atributo como uma falha grave no jogo. Até então, a produção justificava o fato com uma suposta imposição de tensão no jogador. Particularmente, eu tive alguns “Uncharted Feelings” enquanto assistia o trailer.

- A mira com “laser” parece permanecer, mas em vez do “traço”, agora aparece apenas como um “pontinho” no alvo.

- As três histórias parecem mesmo se conectar e se encontrar: vemos Chris em cenários semelhantes aos em que o personagem misterioso esteve presente, assim como também vemos o homem misterioso parecendo andar de moto em ruas da cidade chinesa.

Operação ‘Matar Leon’:

Desde que a opção de mudar a história de Resident Evil foi anunciada paraOperation Raccoon City uma base pequena de fãs se dividiu para apoiar (ou não) a morte de personagens da série. E-mails desesperados inundaram a caixa de mensagens do site com apelos para tentar “conter” a Capcom de cometer essa atrocidade com o pobre do Leon, estrela de diversas iniciativas do universo Resident Evil e personagem ilustre da campanha de divulgação do novo jogo.

“Leon não pode morrer” me disse um desses fãs eufóricos que até citou outros ícones da série, mas e se isso for realmente uma boa ideia? Quero dizer, temos uma aproximação mais real dos fatos se simplesmente pudéssemos matar Leon e qualquer outro personagem da série. Ou você acha que uma pessoa seria capaz de derrotar uma horda de monstros e sair ileso? Alias, monstros esses que sequer existem.

É a fantasia de mocinho que, como diz Saddler, é um clichê que só acontece nos filmes de Hollywood. Eu mesmo quero matar Leon e faço questão de me divertir com isso. Acho que todos temos o direito de fantasiar sobre o que pode e/ou poderia ter acontecido em Resident Evil – e isso é algo segura muitos fãs da série. Se você não quiser matar nenhum personagem conhecido é simples, não mate, é uma alternativa.

- “Leon PODE morrer”.

E para quem ainda não se tocou essa é mais uma brilhante ação de marketing da Capcom, que com maestria agita os fãs da série para falar, comentar e se desesperar. De quebra nós, meros mortais, ajudamos a aumentar a expectativa sobre Operation Raccoon City e a mantê-lo na mídia.

 

Resident Evil 6 não deve se passar em 2008

Desde que a sinopse de Resident Evil 6 foi divulgada, todo mundo ficou encucado com a suposta data em que a história do jogo se passaria:

Se passaram dez anos desde o incidente em Raccoon City e o presidente dos Estados Unidos decidiu revelar a verdade por trás do ocorrido na esperança de conter o ressurgimento do bioterrorismo. Mesmo estando do lado do presidente, Leon S. Kennedy é obrigado a tomar uma decisão difícil: eliminar o chefe de estado, infectado durante um desses ataques. Ao mesmo tempo, o membro da BSAA, Chris Redfield, chega à China sob a ameaça de outro ataque. Com nenhum país livre do bioterrorismo e o surgimento desses surtos, a população do mundo inteiro está unida para lutar contra um medo onde não há esperança.

“Dez anos desde o incidente em Raccoon City”. Hm, isso coloca Resident Evil 6 em 2008. O problema é que o game anterior, Resident Evil 5, se passa em 2009! Será que o próximo jogo da franquia poderia ser um “prequel” de RE5?

Várias informações surgiram na internet, desde traduções de algum material da Famitsu que dizia “mais de 10 anos após o incidente em Raccoon City”, até a informação do Xbox Martket Place:

“Em 2013, 10 anos após o incidente em Raccoon City”. Pra começar a frase tem uma matemática estranha. Dez anos após Raccoon City não bate com o incidente, que aconteceu em 1998. Forçando a barra, se passaram mais de 10 anos desde que o desastre na cidade aconteceu.

Para complicar ainda mais nossas cabecinhas, temos uma terceira informação. O  MayronCB, do fórum REVIL, resolveu traduzir a sinopse japonesa para ter certeza se no texto também haveria a indicação de 10 anos após Raccoon City. Eis aí que ele descobriu, com um tradutor online, que o texto dizia “uma dúzia de anos”, ou seja: 12 anos.

Como tradutores online não são lá muito confiáveis, eu fui testar o mesmo texto no Google Translator. Obtive o mesmo resultado, “uma dúzia de anos”.

Segue a tradução porcamente feita do Google:

O tão aguardado “Resident Evil” mais recente série “Resident Evil 6″, e 22 de Novembrode 2012, PlayStation ® Xbox 360 e 3 ®, apareceu no PC ※.
Situado em uma dúzia de anos depois do incidente em Raccoon City, é desenhada na luta contra o bioterrorismo que ocorrem em todo o mundo.
Neste trabalho é “Resident Evil” caráter para representar apareceu Chris Redfield e Leon Kennedy.
O mesmo trabalho apareceu nos dois primeiros desta série.
“O medo, emoção, emoção, tudo no jogo!”
Mais medo, mais realista, não só na experiência de jogo mais dramático e de entretenimento de horror Por favor, esperar o melhor.

Eu e o Maryon usamos o mesmo texto, proveniente da página do jogo na e-Capcom.

SE os dois tradutores não estiverem errados, essa pode ser a data oficial para Resident Evil 6: 2010. Um ano após RE5.

[ATUALIZAÇÃO 28/01]
Viram que eu alterei o título? Pois é, tem motivo.
Após consulta com o Newton Prates, que mora no Japão e tem mais gabarito pra falar da língua japonesa que os tradutores online, descobri mais uma coisinha.
Os Kanjis que falam da data Resident Evil 6 são esses dois: 十 数
significa 10.
significa “aproximadamente”, ou “pouco mais de”.

Aparentemente, os tradutores transformaram “pouco mais de 10″ em “uma dúzia”. Eu não sei se a palavra “dúzia” não existe em japonês (assim como saudade só existe em português), e eles usam “pouco mais de 10″ para representar isso.

No fim das contas, o que dá pra dizer mesmo agora, com um pouco mais de precisão, é que Resident Evil 6 não deve se passar em 2008, mas pouco depois disso. Não dá para apontar um ano exato. Pode ser 2009 mesmo ou até 2013, como aponta Xbox Market Place. Vamos ter mesmo que aguardar uma informação mais precisa da Capcom quanto a isso.

Erros de tradução do japonês para o inglês não são novidade quando se fala de Resident Evil. O pessoal do site Project Umbrella, por exemplo, já encontrou várias diferenças (e diferenças graves!) entre textos originais, em japonês, e suas respectivas versões traduzidas para o inglês.

Fiquemos todos no aguardo por mais informações da Capcom sobre essa data

 

Bom, então esse foi nosso BIG Post. Algumas imagens peguei do site da Universal Channel.

Créditos: Universal Channel (primeira imagem), Blog Revil.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

x Leia o post antes de comentar!
x Sem xingamentos.
x Comentários sem conteúdo serão ignorados.
x Se quiser que eu visite seu blog deixe o link do seu blog no final do comentário.